top of page

Igreja São João de Deus - Lisboa

Atualizado: 29 de abr. de 2023

O IV centenário de São João de Deus foi celebrado em 1950, em homenagem ao quarto centenário do nascimento do Santo português, que nasceu em 8 de março de 1495. Nessa ocasião, foram realizadas diversas atividades e eventos em Portugal e em outros países onde a Ordem Hospitaleira de São João de Deus estava presente, como Espanha, França, Itália e Brasil.

A construção da Igreja de São João de Deus em Lisboa, , foi uma das iniciativas realizadas em comemoração ao IV centenário do Santo e inaugurada em 8 de março de1953 com a bênção do Cardeal Patriarca de Lisboa, Dom Manuel Goncalves Cerejeira.

A Igreja foi projetada pelo Arquiteto Antonio Lino entre os anos de 1949-1953 e integrou-se no movimento modernista constituindo uma inovação arquitetônica para a época em que foi construída. A igreja foi projetada com uma abordagem diferente da arquitetura religiosa tradicional, e sua fachada em forma de nave espacial e as três naves separadas iluminadas pela torre central eram uma mudança de paradigma na época.

O projeto das três naves foi feita de forma a criar um espaço mais amplo e iluminado, permitindo que os fiéis se aproximassem do altar-mor. Isso fazia parte do conceito modernista da igreja, que buscava integrar a arquitetura religiosa com as necessidades e desejos da sociedade contemporânea. A torre central também é um elemento marcante do projeto arquitetónico, adicionando altura e grandiosidade ao edifício.

António Lino (1907-1994) foi um arquiteto português que se destacou na arquitetura moderna em Portugal. Nasceu em Lourenço Marques (atual Maputo, Moçambique) e estudou arquitetura em Lisboa na Escola de Belas Artes. Foi influenciado pelo estilo art déco e pelos ideais modernistas de Le Corbusier e Walter Gropius. Entre suas obras mais notáveis estão a Igreja de São João de Deus em Lisboa, o edifício da EDP em Lisboa e a Igreja de Nossa Senhora de Fátima em Portimão. Além disso, Lino foi também professor na Escola de Belas Artes de Lisboa e presidente da Ordem dos Arquitetos Portugueses.

No interior da Igreja encontramos as esculturas contemporâneas de Leopoldo de Almeida e de Soares Branco e Domingos Rebelo

Leopoldo de Almeida foi um escultor português nascido em 1898 e falecido em 1975. Entre as suas obras mais conhecidas destacam-se as esculturas de caráter religioso, como a de São João de Deus presente na Igreja de São João de Deus em Lisboa. A escultura retrata o Santo padroeiro da igreja em tamanho real, segurando nas mãos um cálice e uma cruz. A imagem é conhecida pela sua expressividade e detalhes realistas.

Soares Branco frequentou a Escola de Belas Artes de Lisboa, onde teve como professores Simões de Almeida e António Teixeira Lopes. Iniciou a sua carreira como escultor no início do século XX, tendo participado em diversas exposições em Portugal e no estrangeiro.

Algumas das suas obras mais conhecidas incluem a estátua de Eça de Queiroz em Tormes, a estátua de Guerra Junqueiro em Freixo de Espada à Cinta, e a estátua do poeta António Feliciano de Castilho em São Jorge de Arroios, Lisboa.

Na Igreja de São João de Deus em Lisboa, Soares Branco realizou a escultura de São João de Deus que se encontra num dos altares laterais. A obra é em bronze e representa o santo de joelhos, com as mãos postas em oração.


Domingos Rebelo (1891-1975) foi um pintor e escultor português, nascido em São Roque do Pico, nos Açores. Estudou na Escola de Belas Artes de Lisboa, tendo sido um dos mais importantes artistas portugueses da primeira metade do século XX.

Rebelo é conhecido pelas suas obras de arte sacra, tendo criado diversas peças para igrejas e capelas em Portugal. Entre as suas obras mais famosas destacam-se o Tríptico de São João de Deus, na Igreja de São João de Deus em Lisboa, e a escultura de Nossa Senhora da Conceição, na Igreja de São Francisco em Ponta Delgada, nos Açores.

Para além da sua obra sacra, Rebelo também se destacou como retratista e paisagista, tendo realizado diversas exposições individuais e coletivas em Portugal e no estrangeiro. Recebeu vários prémios ao longo da sua carreira, incluindo a Ordem Militar de Sant'Iago da Espada e a Medalha de Ouro da Sociedade Nacional de Belas Artes.


O Tríptico de Domingos Rebelo, presente na Igreja de São João de Deus em Lisboa, é uma obra que retrata a história de vida de São João de Deus. É composto por três painéis que se abrem em forma de asas de um livro, sendo que cada painel representa uma fase da vida do santo.

O primeiro painel, à esquerda, mostra São João de Deus como um jovem soldado que luta na guerra contra os franceses. Nesse momento, ele é apresentado como um homem mundano, sem nenhum tipo de ligação com a religião.

O segundo painel, ao centro, representa o momento em que São João de Deus tem um encontro místico com Jesus Cristo, que o leva a abandonar a sua vida de soldado e a se dedicar à caridade e ao cuidado dos doentes.

Já o terceiro painel, à direita, retrata a fase final da vida de São João de Deus, quando ele já está idoso e é venerado como um santo pelos habitantes da cidade de Granada, na Espanha.

O Tríptico de Domingos Rebelo é uma obra de grande valor artístico e histórico, que permite aos fiéis conhecerem um pouco mais sobre a vida e a obra de São João de Deus.

Uma outra obra que se destaca é do artista plástico Jorge Barradas .

Jorge Barradas foi um artista plástico português nascido em 1894 e falecido em 1971. Ele é reconhecido por sua contribuição para a renovação das artes decorativas em Portugal, tendo trabalhado em várias áreas, como pintura, cerâmica, tapeçaria, azulejaria, vitral e publicidade.

Na Igreja de São João de Deus em Lisboa, uma das obras de Barradas é o relevo em cerâmica sobre a pia batismal. A peça representa a cena do batismo de Jesus Cristo no rio Jordão e é feita em tons de azul e branco. O relevo é uma das várias peças de arte que podem ser apreciadas pelos visitantes da igreja.

A igreja decorridos 70 anos é hoje um importante centro de atividades sociais e culturais na região, oferecendo aulas de catequese, grupos de oração, eventos culturais e musicais, entre outros.

Ao longo dos anos, a Igreja de São João de Deus tem desempenhado um papel fundamental na vida da comunidade do bairro do Areeiro, sendo um local de culto, solidariedade e apoio.

Com sua arquitetura moderna e sua história de compromisso social, a igreja se tornou um símbolo importante não só para os católicos, mas para toda a população da região.

A Igreja São João de Deus em Lisboa é um importante centro de culto católico e um marco arquitetônico na cidade, além de desempenhar um papel significativo na comunidade local por meio de seus serviços sociais e atividades culturais.


45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page